Quantos dias ficar em Praga

31 July 2009 in Gastronomia, Lugares e Passeios, Perguntas & Respostas

Muita gente me pergunta quantos dias é preciso para Praga.

Bom, se fôssemos considerar tudo que Praga tem, uma semana seria pouco.  Mas, evidentemente, ninguém precisa ver TUUUUDO, pode-se deixar alguma coisa para uma segunda viagem – até porque isso JUSTIFICA uma segunda viagem… ”Ah, preciso voltar a Praga para ver (preencha com a atração negligenciada).”

Praga - programa para mais de semana...

Praga - programa para mais de semana...

O que eu acho é que existe um básico de Praga. E ver menos que este básico é frustrante, você vai ficar com a impressão de que não aproveitou. E aí você volta para o Brasil, encontra o cunhado que foi a Praga e ele dispara “Você não viu o Loretto?!! Perdeu o melhor de Praga!”

Não, não! Aqui está uma sugestão para você cobrir o básico de Praga e se vacinar contra cunhado chato (leia outros posts para achar dicas que nem seu cunhado conhece.)

Eu costumo sugerir quatro dias em Praga. Mas quatro dias mesmo, não três e meio. Então, o dia da chegada não conta, a menos que chegue muito cedo. Se você vem do Brasil, vai chegar à tarde. Não vale, mas dá para aproveitar (veja o post “Petrinsky Terasi”, postado dia  30/06/2009 neste blog).

Então vamos lá, você acordou em Praga e…

Dia 1 – Hradcany e Malá Strana – Hradcany é o bairro do Castelo. Lá está, evidentemente, o Castelo de Praga, a maior atração de Praga (nos dois sentidos). Mas além dele, o bairro tem outros passeios muito interessantes, como o Monastério de Strahov (já fiz post sobre ele) e o Loretto (vou fazer em breve, quando você ler este aqui, eu talvez já tenha feito). Só Strahov + Loretto vão tomar a parte da manhã inteira, e você vai chegar ao Castelo perto da hora do almoço. E o Castelo é enorme, para aproveitar você precisará de duas horas, no mínimo. Três para ver bem, quatro ou mais para ir a fundo. Saindo do Castelo, desça pela rua Nerudova e chegue ao bairro de Malá Strana, o bairro pequeno, e passe lá toda a tarde. Principais atrações: a Catedral de São Nicolas, o Menino Jesus de Praga, os jardins de Waldenstein. Na hora do pôr-do-sol, dê um jeito de estar na Ponte Carlos – é lindo.

Hradcany - o Castelo e muito mais para o primeiro dia.

Hradcany - o Castelo e muito mais para o primeiro dia.

Dia 2 – Cidade Velha, Josefov e Cidade Nova – Desta vez você vai para o lado oposto do Rio. Eu recomendo começar pela Praça Venceslau (já fiz post sobre ela), caminhar essa praça-avenida até a rua Na Prikope, seguir por ela até a Casa Municipal (também tem post) e de lá passar pela Torre da Pólvora e seguir até a Praça da Cidade Velha e seu relógio astronômico (novamente, já tem post). Já se foi  meio dia, talvez mais. Use a tarde para visitar Josefov, seguindo pela rua Parizka.

A catedral  de N. S. de Tyn - programa para o segundo dia.

A catedral de N. S. de Tyn - programa para o segundo dia.

Dia 3 – Pelas margens do Rio Moldava – O Terceiro dia pode ser usado para curtir a beira do rio. Começando por onde acabou no dia anterior, Josefov, junto ao Hotel Intercontinental. Encontre o rio e siga para a esquerda. Você vai esbarrar em vários edifícios lindos, entre eles o Rudolfinum, e terá a vista do outro lado do rio, com Malá Strana na margem e o Castelo no alto. Quando chegar na Ponte Carlos a manhã vai estar acabando. Dá para olhar o Clementinum e depois atravessar de novo a ponte, que nesta hora do dia vai estar no pico do movimento. Do outro lado está a ilha de Kampa, acessível desde a ponte por uma escadaria à esquerda. Tem um ótimo restaurante por lá, o Kampa Park (www.kampagroup.com), com mesas num deck colado no rio.

À tarde, sugiro ir ao parque Petrin, onde há uma miniatura da torre Eiffel e uma vista soberba da cidade.  Continue pela margem do rio e veja o Teatro Nacional na ponte seguinte e a Casa Dançante na próxima.

O Rudolfinum, às margens do Moldava.

O Rudolfinum, às margens do Moldava.

Dia 4 – Mais do mesmo…ou não? – O quarto dia eu costumo recomendar para repetir programas que impressionaram, ou fazer programas fora do circuito. Ou, ainda, usar para compras ou museus (nos três primeiros dias eu considerei apenas caminhadas, sem paradas mais longas). Fora do circuito posso recomendar Vysehrad, Troja, Zoológico de Praga… Entre os museus tem o Nacional, o de Kafka, o da Música, o Judeu, o de Mucha… Compras? O céu é o limite (ou melhor, 32 kg por mala). E nem falo aqui dos programas bate-e-volta a partir de Praga, como Kutna Hora ou Karlstejn… 

Troja. Fora do circuito, mas ainda em Praga.

Troja. Fora do circuito, mas ainda em Praga.

Enfim, deu para ver que Praga tem muita, muita coisa para ver e fazer. E justamente por ser tão animada e tão bacana, faço uma última sugestão: se for visitar várias capitais, deixe Praga para o fim. Ela é o melhor gran finalle que sua viagem pode ter.

Tags: ,

4 Comments to Quantos dias ficar em Praga

  1. Parabéns pelo site! Você realmente escreve muito bem. Seu texto é de leitura fácil e vai direto ao ponto. Estarei em Praga em dezembro e estou organizando todo o meu roteiro com base no seu blog.

  2. Lucia on 30 November 2010
  3. Antes de conhecer Praga ja estou encantado com a cidade devido a sua perfeita influencia atraves dos artigos do seu blog. Parabens e muito obrigado. Estou fazendo varias pesquisas com referencia ao seu blog para aproveitar o maximo de Praga. Dps posto o q achei.

  4. Bruno Silva on 15 October 2011
  5. Queria ficar para sempre… Metade de mim já vive lá!

  6. Linda on 27 November 2011
  7. Muito bom. Sucinto por isso muito útil. Guardei nos favoritos para programar a viagem.

  8. Julio Neves on 1 March 2012

Leave a comment



Busca Rápida

Categorias

Dicas instantâneas

Calendário

November 2014
M T W T F S S
« Oct    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Blogroll

Eu recomendo

  • 1) CzechTourism.com - Página oficial do turismo tcheco, com informações completas e até banco de imagens.
  • 2) Culinária Tcheca - Site com receitas da gastronomia tcheca e indicação de restaurantes credenciados.
  • 3) Irish Institute - Este é o site do Instituto que promove a Irlanda no Brasil. E, afinal, Irlanda é um país-irmão da República Tcheca, ambos unidos pelo amor à cerveja!
  • 4) Blog da Flávia - Blog de minha querida irmã, que vive na Irlanda e escreve muito bem.
  • 5) Cris Berger - Site da jornalista gaúcha que visitou a República Tcheca e acabou voltando com uma exposição fotográfica na mala.
  • Blog de Bordo do Bruno Agostini O camarada Agostini vai postando notícias conforme viaja. E não viaja pouco, então e pão fresquinho a toda hora!
  • Enoteca por Bruno Agostini Outro blog do incansável Bruno, este voltado para a “vinhologia” e outras coisas boas da vida.
  • Entrelinhas Esportivas by Rogério Domingues Uma mesa redonda de um homem só – mas sempre com fatos e curiosidades do mundo esportivo. Rogério Domingues é comentarista do canal comunitário da NET em Santa bárbara D´Oeste.